A Culpa Não é da Vítima

Eu tinha tirado essa semana pra assistir vários pilotos de séries novas e não ia postar nada até segunda feira porém aconteceu uma coisa que me fez ficar muito revoltada.
Antes preciso dizer que aparentemente desenvolvi alergia na pele, ainda não sei do que é mas desde ontem estou com os sintomas da alergia. A outra coisa que queria dizer é que agora vocês podem encontrar as resenhas por editoras. Ainda não está 100%, e vai demorar um pouco até porque são muitos livros e muitas editoras. Mas já dá pra conferir os da DarkSide que está mais ou menos completo.

Ontem, se não me engano, ao ir para o twitter me deparei com a seguinte tag nos trending topics: Estupro. Na hora pensei que fosse algo relacionado àquele ex-bbb que parece ser pedófilo, não estou completamente por dentro desse assunto. Então em uma certa hora da noite bateu a curiosidade e resolvi checar a tal da tag. E eis que me deparo com um tweet, não consigo lembrar de quem agora, contando o que tinha acontecido.

Hoje me deparei com os jornais online anunciando a seguinte notícia:

Captura de tela de 2016-05-26 22:48:52

Exatamente isso que vocês leram: “Polícia identifica 4 dos 33 suspeitos de estupro coletivo no Rio”

Uma pessoa sendo estuprada por outra pessoa já é uma coisa horrorosa, e mil vezes pior com mais de 30 pessoas. E pelo que li na notícia essas 30 e poucas pessoas estavam armadas até com fuzis!
E sabem quem esses desgraçados estupraram? Uma jovem de 16 anos.

Vou tentar explicar o caso do twitter ontem. Os criminosos filmaram a moça depois do estupro e publicaram um vídeo e fotos nas redes sociais. Na gravação é possível ouvir os agressores debochando da vítima e se vangloriando do que fizeram.

Ou seja, além dos bandidos fazerem isso ainda não dão a mínima pra lei. Afinal cometeram o crime e publicaram na internet. Bom, que lei? Pois aqui pelo que vejo crimes contra a mulher, ou melhor, crimes em geral não tem punição nenhuma.
Há quem defende “olho por olho”, o velho “estuprou vai ser estuprado na cadeia”. Claro que quando um nojento desses, por milagre, vai preso meio que paga um pouco os pecados na cadeia mesma. Algum código entre bandidos eu acho.
O podre de tudo é que poucos realmente vão presos. Vocês acham que quantos desses 30 homens realmente vão ver o sol nascer quadrado? Podem até fazer apostas. Eu diria que com muito milagre uns 5 no máximo.

E aí como fica pra vítima? Para a família da vítima?
O psicológico completamente destruído.
Se antes essa moça confiava em alguém agora ela vai passar a sentir medo de qualquer um que chegar perto.
Acham que a vida dela vai voltar ao normal?
Provavelmente mal vai conseguir ir a escola, isso se conseguir.

Quanto aos marginais? Acontece nada.
Ia dizer que talvez fossem temer sair de casa por causa do ódio da população e possível linchamento, mas já que eles usavam fuzis e outras armas quem fica com dobro do medo somos nós.

Isso é um caso de machismo. De misoginia. Mas sempre tem aqueles e aquelas que insistem em dizer que é culpa da vítima.

Nilce Moretto nesse tweet fala justamente o que eu penso sobre esses que acusam a vítima:

Nada, absolutamente nada justifica tal violência.

Eu queria ter tal poder para ajudar essas vítimas. Infelizmente o máximo que consigo fazer é usar o meu blog para pelo menos tentar alertar vocês para a importância da denúncia e do feminismo.

Muitas de nós, mulheres, já passamos por situações de machismo. Desde coisas ‘leves’ como um assobio de algum cara que passa pela gente até coisas piores. Apenas quem passa por isso sabe qual é a sensação de estar desse lado.
Eu tenho medo de andar na rua sozinha. Não é nem tanto por assaltos mas sim medo de algum maluco achar que meu corpo é um objeto.

Quando morava em Quaraí passei por uma situação bem chata. Estudava numa escola, que eu gostava bastante, e um rapaz começou a ‘grudar’ em mim. Pedia pra professora pra sempre fazer trabalhos comigo, pra sentar do lado essas coisas. Dias passaram e um dia, que não tinha ido a aula, o moço me mandou uma mensagem. No momento já fiquei assustada porque não lembrava de ter passado meu número para ele, mas descobri depois que uma colega passou. Ele mendou uma, mandou duas, enfim, mandou diversas mensagens durante aquele dia. As primeiras eram coisas do tipo “Poxa, por que você faltou?” e depois começaram a vir mensagens insinuando outras coisas. Como na época eu não estava querendo relacionamentos e coisas do tipo deixei bem claro pra ele que não queria aquilo e que parasse de mandar aquelas mensagens.
Naquele dia ele realmente parou.
Então no dia seguinte fui pra escola normalmente. E ele tinha faltado. Quando voltava para casa, que dependendo do dia preferia ir sozinha afinal era cidade pequena e não tinha medo de assalto e coisas do tipo, é realmente bem tranquilo lá, reparei que tinha uma pessoa andando atrás de mim. Deu aquele gelo porque ninguém mais morava pros lados que eu morava. Mas depois que dobrei em uma das ruas a pessoa que me seguia sumiu. Então cheguei em casa e recebi uma mensagem daquele cara de novo.
Me chamava para ir pra fora. Não fui e acabei indo espiar na janela. Ele estava na frente da minha casa. Como ignorei todas as mensagens ele começou a me ofender através de outras mensagens, e ficava andando na frente de casa esperando eu sair.
Foi um dia muito assustador pra mim. Depois desse dia tive medo de ir pra escola de novo e comecei a faltar todos os dias durante 1 mês, e por causa disso tive que concluir meu ensino médio com as notas do enem ou então reprovaria.

Quando contei pra uma das minhas amigas a resposta foi: provavelmente você deu confiança.
Até hoje lembrar disso me deixa mal.

Outras pessoas que conheço também tem histórias semelhantes. Eu estou cansada de viver com medo apenas por ser uma mulher. Eu estou cansada dos homens acharem que meu corpo, ou corpo das outras mulheres, são objetos para o prazer deles. Eu estou cansada de homens falando pra mim que mulher realmente tem que ganhar menos porque mulher é preguiçosa e não tem tantas preocupações que nem os homens. E também estou cansada de ver gente culpando a vítima em casos de estupro e outras violências.

Chega disso!
E não é nem questão de feminismo mas sim de amor ao próximo. De ser humano. Não importa se você é contra o que o feminismo prega pois se você tem amor ao ser humano em geral acaba entendendo essa luta.
É triste ver homens fazendo piadas com estupro, inclusive uma que vem na cabeça é uma coisa nojenta que fizeram com a Dilma Rousseff que foi um adesivo onde tinha o rosto dela montado com uma imagem de uma mulher de pernas abertas. E os homens colaram isso nos carros deles. Não vou detalhar muito porque isso me enoja. Não foi o caso de serem “anti pt” ou de “direita”. Isso foi machismo! Aproveitaram o fato dela ser uma mulher e fizeram essa humilhação. E isso que ela era (dane-se o Temer, pra mim ela ainda é a presidente) a presidente.
Uma falta de respeito, uma coisa que nem sei explicar. Faltam as palavras corretas.

Se com a presidente fizeram isso imaginem com outras moças por aí. É só dar uma pesquisada em notícia no google com a palavra estupro que já aparecem diversas coisas.

Captura de tela de 2016-05-26 23:29:43

Eu realmente não sei o que passa na cabeça dessas pessoas que fazem piadas sobre estupro. Inclusive certos comediantes que não irei citar o nome. Pessoas que não param pra pensar que pode acontecer com a mãe, com a irmã ou namorada deles. Falta de empatia. Que coisa mais triste!

Por hoje é só pessoal!

Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

Ps.: DENUNCIEM E DENUNCIEM E DENUNCIEM! NÃO SE CALEM!

Café Esquisito

guia-do-solteiro-cafe

Eu tenho um probleminha bem chato com cafeína. Em todas as vezes que tomei café com cafeína tive enxaqueca de noite. Depois de muito tempo sofrendo desse jeito descobri o café sem cafeína. Que provavelmente foi a coisa mais incrível já inventada depois do Nescau sem Lactose.

nescau_prontinho_zerolactose

É bom ver que as fábricas e mercados estão começando a considerar aquela pequena parcela da população que não pode comer o “comum”.
Primeiro veio as mensagens de “Contém Gluten” e agora espero as lindas mensagens do “Contem Lactose ou Cafeína”.

Hoje acabei tomando uma caneca enorme de café de cafeteira com cafeína misturado com leite. Parte de um experimento que meu namorado estava fazendo. Imediatamente após terminar aquela caneca com o café me veio um sono enorme. Geralmente o mesmo que acontece quando bebo coisas com alcool tipo vinho (que pra mim já tem uma dose extremamente alta de alcool). Dá aquela moleza esquisita e muito sono.

Acredito eu que o efeito do café deveria ser o contrário. Não sei se o fato de eu ter colocado umas 6 colheres de chá de açúcar teve alguma influência. Normalmente eu coloco 3 colheres de açúçar mas é que o café de cafeteira é extremamente amargo credo!
Fiquei praticamente 1h com essa moleza e uma sensação de relaxamento do corpo, acho que foi exatamente isso. Agora que passou a moleza e ficou um pouco do sono sinto como se alguém tivesse feito massagem e todas as dores nos músculos passaram. E essas dores são causadas pela cama ruim que falei em algum post por aí.

Provavelmente tem alguma explicação científica a respeito dessas coisas esquisitas que senti tomando esse café hoje.
Minha mãe geralmente quando toma café sente sono. É muito estranho ver ela tomando uma xícara enorme de café e indo se deitar. E nunca achei que isso realmente poderia acontecer.
E agora, eu culpo o excesso de açúcar ou o café?

Por hoje é só pessoal!

Um beijo no queixo
Annie Bitencourt