OPA PERAÍ…QUEM É ESSE TAL DE KEPLER 22-b?

0

A maioria dos cientistas pensam que o melhor lugar para procurar algum sinal de vida é em algum planeta similar ao planeta Terra. No decorrer dos anos fizeram várias pesquisas em diversos planetas na Via Láctea, mas não conseguiram bons resultados. O mais próximo de “possível vida extraterrestre” seria Marte. Alguns cientistas acreditam que já teve vida em Marte até ser consumido pelas altas temperaturas. Outros acreditam que ainda haverá vida em Marte quando o aquecimento global do planeta Terra destruí-lo.
Com a descoberta do Kepler (um exoplaneta) localizado em uma região habitável de outro sistema solar, muitas pessoas ficaram esperançosas para encontrar vida fora do planeta Terra.
O problema é que ele está tão distante de nós (cerca de 600 anos-luz) que seriam necessárias várias gerações humanas até que alguém consiga chegar lá. Mesmo com a tecnologia atual é impossível conseguir tal feito.
Segundo Thaís Russomano (PhD em fisiologia espacial e Coordenadora do centro de microgravidade da Puc-RS): “Uma nave espacial orbitando a Terra viaja 27 mil km/h e, para romper a força gravitacional terrestre precisa-se de 40 mil km/h. Apesar de parecer muito, não é nada se comparado à velocidade da luz, que é de 300 mil km/s.
É impraticável chegarmos ao Kepler 22-b com a tecnologia existente nesse início de terceiro milênio”
Teorias diversas especulam uma possibilidade prática: o uso de dobras espaciais (Buracos de Minhoca – Wormhole) que serviriam como atalho para viagens espaciais.
Essa ideia se baseia na Teoria da Relatividade de Einstein¹.

É tão empolgante pensar que pode realmente existir vida em outros planetas.
E falando nisso, o presidente Barack Obama em parceria da Nasa pretende levar humanos para Marte em 2020 aproximadamente. É só sentarmos e esperar.
Até lá, deixo vocês admirarem mais fotos do Kepler.

Andressa Bitencourt Romanzini

Ps.: Pelo motivo de “ausência provisória” de internet, alguns posts devem ficar super atrasados na data de publicação. Então se você me segue no twitter (@AndressaStark) e por acaso leu “Hoje vai ter mais um post no blog” e não teve..não se preocupe, provavelmente até o dia 25 de fevereiro tudo esteja normalizado.

Ps2.: Quase que esse post não saiu. Hoje eu extrai um dente que tá me doendo até a alma, sem contar que fico sentindo gosto de sangue na boca. E uma pressão no lugar que o dente foi extraído. Mas felizmente a dor é na boca e não nos dedos.

Ps3.: Você gostou desse tema? Se não gostou, pode sugerir assuntos que gostaria que fosse comentado aqui. Mande suas sugestões pelo @AndressaStark no twitter. Ou diretamente no meu email: andressabitencourt@hotmail.com.br

AS MARAVILHAS DO UNIVERSO

0

Acho que muitas pessoas são completamente apaixonadas pelas maravilhas do universo. Umas amam estudar sobre planetas. Outras sobre estrelas. Outras sobre tempestades e por aí vai.
Eu particularmente gosto muito de estudar sobre os planetas e seus mistérios. Como por exemplo do porque de não podermos morar em Kepler 22-b…mesmo sendo um exoplaneta, mas enfim.
Vocês que acompanham meu blog já devem ter reparado as centenas de planos de fundo que já coloquei aqui. Muitas inclusives fotos da NASA que encontrei no Google Images.
Um fenômeno fascinante aos meus olhos é o velho e conhecido Buraco Negro cujo podemos vê-lo em filmes de sci-fi, por exemplo no Star Trek de J.J Abrams (o de 2009, não o que vai estrear esse ano).
Acho fascinante a mistura de cores e formatos de buracos negros e entre outras coisas presentes no maravilhoso Universo.
Saindo um pouco do espaço e entrando no planeta Terra….
Aurora Boreal!

Um fenômeno óptico que pode ser observado nos céus noturnos nas regiões polares¹.
O nome Aurora Boreal (batizado por Galileu Galilei² em 1619, em referência á deusa romana do amanhecer Aurora e ao seu filho Bóreas¹ representante dos ventos nortes).
No hemisfério sul é conhecida como Aurora Austral (nome batizado por James Cook ).
Mas se engana quem pensa que as Auroras Boreais só acontecem no planeta Terra, sendo também observável em Júpiter, Saturno, Marte e Vênus.
Atualmente já pode ser reproduzido artificialmente através de explosões nucleares ou em laboratórios.

A aurora polar terrestre é causada por elétrons de energia, além de prótons e partículas alfa, sendo que a luz é produzida quando eles colidem com átomos da atmosfera do planeta. De modo geral, o efeito luminoso é dominado pela emissão de átomos de oxigênio em altas camadas atmosféricas o que produz a tonalidade VERDE. Quando a tempestade é forte, camadas mais baixas da atmosfera são atingidas pelo vento solar produzindo a tonalidade VERMELHO escura pela emissão de átomos de nitrogênio e oxigênio.
Átomos de oxigênio emitem tonalidades de cores bastante variadas, mas as predominantes mesmo são o vermelho e o verde.
As auroras geralmente são confinadas em regiões de formato oval próximas aos pólos magnéticos. Sua fonte de energia é obtida por ventos solares.

CURIOSIDADES: Em um livro de Thomas Bulfinch existe uma citação sobre Aurora Boreal na mitologia nórdica. Também é creditada uma referência às auroras boreais numa citação bíblica do livro de Ezequiel (Ezequiel 1:4)
Assim como também tem referências no cinema. Como por exemplo no filme Happy Feet.
No poema The Auroras of Autumn (literalmente traduzido como As Auroras do Outono) Wallace Stevens faz uma clara a referência para este lindo fenômeno.
Neil Young também não fica de fora quando escreveu “Pocahontas” que claramente refere-se a aurora boreal.
Assim como a minha banda favorita The Rasmus que menciona, não só em uma, mas em duas músicas: “Still Standing” e “Warrior Soul”.
Sem contar nas referências de Foo Fighters, games e alguns HQs da Marvel assim como no desenho da Disney Mini Einsteins.

Espero que tenham gostado do tema no post. Sugira temas e discussões.
Um abraço a todos.

Andressa Bitencourt Romanzini

Siga-me no twitter