Dica de Série: Atypical

0

Terminei hoje de assistir a primeira temporada da série Atypical da Netflix.

QUE SÉRIE MARAVILHOSA!

Acho que deve ser a primeira vez que uma série aborda como temática o autismo (já tinha visto que em uma novela na globo teve mas vi tanta gente criticando a abordagem que nem quis assistir). Não sou profissional em psicologia ou coisa do tipo então não tenho como comparar com a realidade. O que vou falar aqui é puramente opinião de alguém que assistiu uma série de TV com um assunto pouco explorado.

A série é extremamente sensível e também tem aquele bom e velho humor. Em um episódio eu chorei e ri e chorei de novo e ri novamente.
Os personagens também são maravilhosos.

Temos Sam que é o moço principal. Ele tem autismo e a série mostra justamente ele tentando se adaptar com o mundo e parte do mundo tentando se adaptar a ele. Pra mim o personagem mais cativante.
Depois temos a irmã do Sam, a Casey. QUE GAROTA INCRÍVEL! Logo no começo ela aparece defendendo uma garota de umas bullies (bullys? não sei escrever) dando um belo soco da criatura do bullying (não que eu apoie violência mas o momento na série é maravilhoso) e desde então Casey não decepciona. Inclusive terminei a série desejando fortemente conhecer alguém como ela.

Atypical é super curtinha tem menos de 40 minutos e apenas 8 episódios na temporada.

Já posso dizer que virou minha favorita e espero de verdade que Netflix não enlouqueça e resolva cancelar.

Inclusive os momentos de Sam reclamando de barulhos e luzes eu super me identifiquei.
Mas enfim, essa é a minha dica para vocês que querem fugir um pouco das séries de drama e comédia pastelão. Deem uma chance para Atypical.

Ps.: Alguns momentos na série me incomodaram um pouco por eu ter um pensamento um pouco radical a respeito de alguns assuntos. Mas nada que me fizesse odiar a série.

O Que Achei de Rainbow da Kesha

0

Antes de começar esse post preciso falar que não tenho nenhum conhecimento em música e etc

 

Hoje saiu o 3º (e libertador) álbum da Kesha. Uns dias atrás falei a respeito do retorno dela para a música depois de todo um processo e uns baitas problemas pesados que ela teve. Rainbow é justamente a liberdade de Kesha. Tanto musicalmente falando quanto como ser humano.

O álbum foi composto justamente nesse tempo pesado da vida dela e o resultado é simplesmente o melhor álbum da carreira da Kesha e na minha opinião um dos melhores de 2017.

Tracklist

01 Bastards
02 Let ‘Em Talk
03 Woman
04 Hymn
05 Praying
06 Learn to Let Go
07 Finding You
08 Rainbow
09 Hunt You Down
10 Boogie Feet
11 Boots
12 Old Flames
13 Godzilla
14 Spaceship

 

O que falar sobre Rainbow? É um álbum completamente sincero. Sem um gênero definido, aliás, é como se tivesse colocado todos os gêneros e instrumentos em um liquidificador.  Vocais suaves e também vocais rebeldes que combinam muito bem com cada música proposta.

 

Até agora posso dizer que curti a maioria das músicas e acho que vou explodir o replay de Let ‘Em Talk, Woman, Praying, Learn to Let Go, Finding You, Boogie Feet e Boots.

 

O álbum está disponível no Spotify.