Glow (Netflix) – Review

0

Fiquei quase 5 minutos discutindo comigo mesma se precisava realmente fazer esse post. Recém terminei a primeira temporada de Glow (aquela série que comentei o pilot uns dias atrás). Foi uma ótima surpresa de verdade. Pelo trailer eu não tinha ficado com nenhum interesse na série, achei que fosse ser uma bem babaca objetificando mulheres e que provavelmente nenhuma delas sequer teriam falas nos episódios.
E fui completamente enganada (ainda bem).

Os episódios vão ficando muito bons e embora pareça uma série com uma história meio superficial na realidade acaba tendo bastante drama. As personagens tem personalidades completamente diferentes e a vários diálogos acabam sendo uma pontada de crítica a comportamentos sociais.

A série tem toda uma ambientação anos 80 e é carregada de músicas de rock glam (inclusive toca Under Pressure <3). Várias interpretações incríveis e muita diversidade entre o elenco. Criada por Carly Mensch (também por trás de Orange is The New Black e Weeds) e Liz Flahive (Nurse Jackie) a série retrata a produção de Gorgeous Ladies Of Wrestling um programa de luta livre dos anos 80, ou seja G.L.O.W.

Realmente existiu o programa G.L.O.W, descobri que passou no SBT com o nome de Luta Livre de Mulheres, e esse inclusive foi o maior acerto da série.

O último episódio deixa um gostinho de quero mais e eu espero de verdade que a Netflix renove Glow. Eu recomendo de verdade pra vocês. São episódios curtinhos de no máximo 35 minutos então dá pra assistir tranquilamente sem ficar entediado rapidamente.

A série é carregada de humor com pitadas de drama e glitter (quem assistir vai ver que faz sentido isso). Com apenas 10 episódios Glow mostrou a que veio e espero que tenha ainda muita história pra contar.

Nota: 9.5

Trilha Sonora:

Elenco: Alison Brie, Betty Gilpin, Marc Maron, Britt Baron, Kimmy Gatewood, Rebekka Johnson, Sunita Mani, Kate Nash, Marianna Palka, Ellen Wong, Chris Lowell

O Que Achei De: Animais Fantásticos e Onde Habitam

0

fantasticbeastsposter

Hoje quis aproveitar a sessão promocional matinal do cinema e fui assistir Animais Fantásticos. Cheguei quase em cima da hora então não consegui ter tempo de pegar algo pra ficar beliscando durante o filme. Entrei na sala e então veio primeiro o trailer de Guardiões da Galáxia 2, que não foi possível ver completo porque deu um problema na tela e a imagem se desligou. Quando arrumaram o que tinha estragado foi quando o filme começou. Primeiro aquele logo da WB. Vocês sabem de qual logo estou falando:

1450280029-screen-shot-2015-12-16-at-153124

Nesse momento meu braço ficou arrepiado.
“Ah, para Annie!”
Sério gente! Eu simplesmente amo Harry Potter, ainda não tive tempo/oportunidade de ler os livros (mas tenho todos eles) porém os filmes assisti todos. E eles fizeram parte da minha infância até meus 18 anos mais ou menos.

Eu fui com a expectativa altíssima. Evitei ler qualquer post ou crítica a respeito do filme e confiei inteiramente no trailer e na J.K Rowling. E não me decepcionei.
Vi gente comparando o filme com MIB e comentando coisas, creio eu, apenas com intenção de odiar gratuitamente.
Eu não entendo de cinema, no sentido Oscar da coisa, mas eu entendo do que sinto ao ir no cinema. E quando veio os créditos do filme eu senti de precisava ver de novo.
É como se revivessem aquela criança, a Annie de 8 anos – que ainda nem usava o nome Annie, nem tinha blog – que ficava maravilhada com aqueles efeitos de magia.
A história do filme é bem leve embora tenha aquela sensação sombria que os últimos filmes de HP teve. E Eddie Redmayne, ai Eddie <3

Os efeitos especiais são maravilhosos e a trilha sonora incrível. Boas atuações e uma mensagem que eu achei bem interessante: os humanos são os únicos animais perigosos.

Quando faltavam apenas 30 minutos para acabar o filme pude ouvir as pessoas da sala limpando os olhos e puxando “educadamente” o ranho do nariz após terem chorado. E eu, claro, era uma delas.
Infelizmente não terei a chance de poder ver o filme em 3D. Então recomendo todos vocês a fazerem isso e apreciarem esse filme mágico.
Sim, meu caro leitor, a magia está de volta!!!

 

 

 

18fantasticbeasts2-superjumbo

Por hoje é só
Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

Ps.: super indico a todos assistirem legendado. O sotaque britânico é uma coisa maravilhosa para os ouvidos.