Como Tudo Virou Cinza

Ultimamente está sendo muito complicado ter alguma concentração para qualquer coisa que eu faço. Por isso fiquei bem ausente do blog e acabei cancelando algumas resenhas planejadas pois eu sabia que não iria conseguir cumprir com essa meta. Também cancelei alguns projetos de leitura que tinha planejado.
Eu poderia colocar a culpa da faculdade, como muitos fazem, mas um dia ficaria cansativo e a desculpa não colaria mais. Então digo em voz alta que a culpa está sendo da minha cabeça mesmo.
Quem acompanha o blog, os meus poemas e poesias e meu twitter pessoal já sabe que eu precisei fazer terapia duas vezes na minha vida. Na primeira vez a respeito de umas crises de pânico e ansiedade que eu tive e na segunda vez para tratar de uma fobia que estava sendo um grande empecilho pra minha vida.
Eu fui diagnosticada uns 2 anos atrás acho ou menos, com transtorno de ansiedade generalizada e foi quando comecei com terapia. Mais recentemente senti que algumas coisas faziam minha ansiedade piorar e eu passei a ter episódios depressivos, foi quando fui diagnosticada com príncipio de depressão, alguns meses atrás se não me engano.
E desde então procurei manter minha mente completamente ocupada lendo, assistindo séries e filmes diversos e ouvindo músicas chicletes que ficavam dias na minha cabeça até eu quase enlouquecer (né Iggy Azalea?). E pra ser sincera estava resolvendo.
Saí da terapia se não me engano no final de janeiro por causa de problemas financeiros (até hoje falta eu pagar uma sessão, obrigada crise) e até agora não consegui me recuperar financeiramente para poder voltar para terapia. E recentemente também entrei pro curso de Letras e foi tudo muito rápido. Está acontecendo tudo muito rápido. E embora eu tivesse esses meus momentos de absoluta tristeza, onde eu ficava algumas horas ou no máximo uns 2 dias abatida , eu ainda conseguia ter aquele pique para ler, escrever, estudar, ouvir música, sair, ver tv.
Mas então, e novamente falando que foi tudo muito rápido, em um dia de folga, que decidi tirar pra descansar um pouco, afinal tinha passado o final de semana inteiro fazendo trabalhos para a faculdade, recebo uma ligação de uma pessoa muito próxima minha falando que havia sido agredida por ex-namorado. A partir desse momento eu percebi que tudo estava desmoronando. Mas fui resistindo. Tentando manter a mente focada e me distrair o máximo que podia.
Eu não sei dizer com clareza o que aconteceu ou começou a acontecer, mas os dias começaram a ficar cinza.
Eu hoje decidi vir fazer esse post aqui para alertar. É muito importante cuidarmos da nossa saúde mental. Tanto quanto cuidar do corpo. Atualmente eu estou sendo cuidada pelo meu namorado que percebeu que eu não estava bem.
Vou confessar para vocês que está sendo extremamente difícil vir aqui falar isso. Porque eu mesma não consigo entender o que está acontecendo comigo. Eu tenho alguns minutos de coisas felizes mas em seguida tudo volta a ficar nublado. A ficar cinza.
Eu já não ouço música, já não consigo assistir filmes ou séries, já não consigo me concentrar para estudar ou ler um livro. E quando não estou comendo, dormindo ou sendo distraída pelo meu namorado eu estou chorando tentando entender essa nuvem que está na minha cabeça.

Não quero preocupar ninguém. Como disse anteriormente, estou sendo cuidada e vou procurar ajuda profissional. Mas quero alertar. Tudo acontece rapidamente de maneira silenciosa e você não percebe que está mal até alguém ver que você está agindo um pouco diferente.

O mais difícil de tudo não é a confusão que minha cabeça está ou a sensação de ter perdido o controle de tudo, mas sim de saber que muita gente não vai entender de verdade o que você está sentindo.

Por hoje é só
Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

Uma opinião sobre “Como Tudo Virou Cinza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *