Isso é uma resenha ou não é? – Criança 44

Estive um pouco afastada daqui da internet pois estava lendo um livro. O tal livro é Criança 44

Criança 44

Fiquei completamente absorvida por essa leitura. O livro tem um pouco mais de 400 páginas. Comecei assim que terminei de ler Morro Dos Ventos Uivantes, para ser mais exata no dia 03 de Outubro e terminei-o ontem dia 08 de outubro. Dá pra perceber a diferença em um livro e outro né?

Antes de comentar sobre qualquer coisa a respeito de Criança 44 (Child 44) preciso dizer que assisti o filme antes do livro. Para quem não sabe esse é o filme:

434057

Esse é o trailer:

Não prometo exatamente uma resenha, acho que apenas preciso comentar sobre o livro. Para começar já posso dizendo que ele é um pouco thriller, um pouco suspense, um pouco drama, um pouco romance, um pouco policial.

A parte difícil de falar é o problema do spoiler. Eu por exemplo assisti o filme antes do livro, já adianto que o filme tem apenas algumas coisas do livro. O final por exemplo não absolutamente nada a ver. E isso é bom afinal não te tira a surpresa do final do livro. Que é muito bem feito por sinal.

Bom nós somos apresentados a Liev (que no filme é Leo) um agente da MGB (tipo uma agência de inteligência da Rússia) que junto de sua esposa Raissa tentará desvendar quem é o responsável por assassinar várias crianças. O livro se passa na época de Stálin, que dizia “não há crimes no paraíso” frase aliás que tem bastante importância. Nessa época qualquer pessoa que fizesse algo não voltado 100% para Rússia era considerado traidor. Aquela velha história que acho que Hitler também fazia e se não me engano foi mencionado em A Menina Que Roubava Livros. Se alguém fosse pego assistindo um filme ou lendo um simples livro de alguém não aprovado pelo ‘Líder’ já podia se preparar para ir preso.
O livro fala bastante disso até. É mencionado em várias páginas a palavra Gulag. Que resumindo era tipo um lugar onde os presos eram levados para trabalhar pesado até praticamente morrer. Se vocês darem uma lida rápida no wikipedia conseguirão entender melhor.
Tem uma parte perto do fim do livro que mostra o quão intolerantes eles eram (ou será que ainda são?) com homossexuais. Que o livro deixa claro que o homossexualismo era considerado uma aberração e que você até podia ser preso.
O romance de Tom Rob Smith é baseado na história real do serial killer Andrei Chikatilo, também conhecido como o Estripador de Rostov, que foi o responsável por 52 assassinatos na União Soviética.

Infelizmente não posso explorar tanto a história do livro sem largar um spoiler sem querer. Apenas digo que o livro é muito interessante justamente pelos temas abordados. É uma leitura rápida, para quem gosta do gênero óbvio, com linguagem simples (com exceção de alguns termos em russo) e bastante fascinante.

Criança 44 faz parte de uma trilogia. Ainda não li os outros livros, mas pretendo em breve assim que ter dinheiro para comprá-los 😉

Essa é a ordem da trilogia

01 – Criança 44
02 – O Discurso Secreto
03 – Agente 6

Bom, pessoal, está aí. Queria poder falar mais mas quero primeiro que vocês se surpreendam com essa leitura assim como eu fui surpreendida. Ah antes que eu esqueça, foi meu namorado que me indicou o livro, que confesso a vocês não colocava fé nenhuma antes.

Ps.: Acho a capa dele muito linda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *