2019 Annie Filmes

Era uma vez em….Hollywood / FILMES

Tarantino, que volta e meia diz que o filme x será o último filme que fará na vida, lançou a pouco tempo Once Upon a Time In…Hollywood. Óbvio que minha expectativa estava altíssima afinal de contas acompanho o trabalho dele desde mais ou menos 2012/2013.
Os Oito Odiados tinha me frustrado um pouco, ou talvez muito considerando que já não lembro absolutamente nada da história do filme, então estava animada para esse novo filme que parecia algo fora do padrão Tarantino (parecia apenas).

Apesar de ter visto 80% da filmografia dele alguns filmes não me agradaram, como por exemplo: Kill Bill e Pulp Fiction, e Cães de Aluguel que assisti esse ano não supriu minhas expectativas mas não achei o filme ruim (diferente dos citados acima).

Once Upon a Time In Hollywood tem 2h40 de duração e um desenvolvimento lento quase parando. Leonardo Dicaprio e Brad Pitt juntos foi a melhor coisa do filme, mas não tinham tanto tempo de tela assim.
No geral gostei do filme, mas isso é mais pelos últimos 40 minutos que são completamente frenéticos – E até que compensa o resto do filme onde nada acontece.

Com certeza não irei assistir novamente, até hoje pra mim o melhor filme do Tarantino é disparado Django Livre, e seguido de Bastardos Inglórios. Mas para quem é fã do diretor e entende exatamente o trabalho dele vai gostar.

Sinopse: “Era Uma Vez em… Hollywood” revisita a Los Angeles de 1969 onde tudo estava em transformação, através da história do astro de TV Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e seu dublê de longa data Cliff Booth (Brad Pitt) que traçam seu caminho em meio à uma indústria que eles nem mesmo reconhecem mais.

Talvez se o filme não tivesse uma duração tão longa e com diálogos mais chamativos, digamos assim, seria bem mais interessante de assistir. Gostaria apenas que a Margot Robbie tivesse sido melhor aproveitada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *