Uma Loja Problemática?

Preciso falar pra vocês que eu já fui uma pessoa extremamente calma. Uma pessoa que podia tá caindo o mundo do meu lado que eu só olhava e até bocejava de tédio. E então minha vida virou de ponta cabeça e eu experimentei aquilo que chamam de estresse. E aí desenvolvi ansiedade e fobias e outras coisas.

Passei um ano tendo enjoo todos os dias por causa do estresse excessivo em que estava. E então um dia do nada acordei mais calma. E desde então comecei a fazer coisas que me deixassem mais calma.

Comecei tentando ocupar meu tempo, motivo pelo qual comecei aquele curso horrível, depois parti para coisas que me faziam bem tipo ler e escrever e ouvir música. E realmente estava funcionando.

Finalmente tinha me acalmado até que hoje acontece uma situação que deixa meus nervos ativos de novo. Vou contar a situação para vocês.

Eu estou com uma cama aqui que já está um pouco destruída e então providenciei uma cama nova. Porém como o dinheiro era do meu pai infelizmente tive que seguir as regras dele para ganhar a bendita cama. E uma delas era que ele escolhesse a cama e comprasse pela internet. Eu realmente podia ter pego aquele dinheiro que ele me deu e comprado uma cama do meu gosto. Mas ando tão de saco cheio de ouvir reclamação que acabei fazendo o que meu pai queria sem dizer um piu.

Até aí tudo bem

Quinta feira recebi mensagem da loja avisando que a cama já estava se encaminhando para a região onde eu moro. Na sexta feira fiquei esperando e nada. Pensei: bom, provavelmente a cama chega na segunda feira (hoje). Acordei, fui almoçar fora com meu namorado extremamente calma e até feliz que minha cama finalmente ia chegar e eu não ia mais passar uma noite sentindo diversas molas na minha coluna. E então a loja, que eu vou falar o nome aqui, Colombo, decidiu que seria uma ótima ideia ligar avisando que o produto ia ser entregue com um NÚMERO PRIVADO. Isso mesmo, uma loja de renome ligando com número restrito para avisar que meu produto tinha chegado.
Afirmaram inclusive que fizeram uma tentativa de entrega, aparentemente na sexta feira de manhã, mas que estava ausente. O problema é que eu moro em apartamento, então tudo que chega de entrega nos avisam no interfone. Um barulhinho chato e bem alto que mesmo que eu tivesse dormindo teria escutado aquilo chamar. Porém o interfone em nenhum momento chamou na sexta feira pela manhã, ou pela tarde ou de noite.
Ai agora me avisam que o produto retornou pra loja (após uma SUPOSTA tentativa de entrega) e só quarta feira que podem tentar entregar novamente.

Claro que meu estresse todo voltou novamente. Minha respiração ficou mais barulhenta e se eu ver alguém usando uniforme da Colombo capaz de dar um grito. A única coisa que me acalmou foi saber que poderia vir aqui no blog e desabafar sobre isso.

E deixo de lição a seguinte coisa: evitem comprar produtos grandes pela internet. A não ser que não tenha realmente outra opção. Precisa de cama? Guarda roupa? Sofá? Enfim qualquer coisa assim compre numa loja em sua cidade. E nunca escolha o produto que está em amostra, sempre peça os que estão no depósito de preferência bem lacrados.

Essa não foi a única experiência ruim que tive com lojas assim. Ano passado fui comprar o presente de aniversário da minha mãe, um celular. Pensei em pegar pela internet mas a viagem já estava em cima da hora e provavelmente o presente chegaria quando eu já estivesse voltando pra casa. Então peguei o dinheiro e fui na loja da cidade mesmo. E adivinhem, na mesma loja, a Colombo. Escolhi lá o celular pedi o do depósito, me falaram que só tinha um disponível. Pensei, bom, por mais que eu queira um celular melhor meu dinheiro tá limitado. E se não me engano era o único celular na faixa de preço compatível pra mim. Pois bem, comprei, paguei a vista e levei o bonitinho pra casa. Já com a intenção de deixar tudo instalado e quando entregasse pra minha mãe era só ensinar ela a usar.
Cheguei aqui abri a caixa, que estava lacrada inclusive, e liguei o celular. Imaginem minha surpresa quando vi que já tinha um email cadastrado no celular que me impedia de baixar qualquer coisa para o aparelho. Que é um Windows Phone. Como eu não tinha a senha do tal email não conseguia acessar o celular. Meu namorado teve que formatar ele, que nem lembro como ele fez inclusive e aí sim cadastrar tudo certo com o email da minha mãe.

Então assim, você está pagando por um produto, se é um livro de 30 reais mesmo que dê algo errado você não esquenta tanto a cabeça. Agora um celular de 320 reais, uma cama de quase mil dá uma dor de cabeça tremenda quando acontece alguma confusão assim.
E quando o cliente vai reclamar a loja ainda quer se encher de razão e gritar com o cliente.

Alguns estão precisando ler o código do consumidor.

Por hoje é só

Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *