Menina Má – Resenha

Menina Má – Resenha

17 de junho de 2016 2016 Resenhas 0

Vamos falar de Menina Má?

13254171_877876525692350_5649111143996005364_n

Depois de muita demora finalmente terminei o livro Menina Má de William March.
A demora foi totalmente culpa minha e não porque o livro era chato.
O livro foi publicado originalmente no ano de 1954, causando muita polêmica pelo seu tema tratado: psicopatia infantil.

A editora Darkside mais uma vez fez um trabalho impecável (dessa vez sem nenhum erro de digitação – diferente de Onde Cantam os Pássaros). O livro é em capa dura e tem seu próprio marcador azul em cetim (aquelas linguinhas sabem).

13263909_877876555692347_7030090011888444632_n

Acabei assistindo o filme (baseado no livro) primeiro e garanto que não estragou a leitura. Tem algumas diferenças básicas entre o livro e o filme (acho o livro infinitamente melhor por causa dos detalhes) e caso alguém tenha interesse vou deixar o trailer para vocês.

Agora sim, vamos falar do livro!

CUIDADO PODE CONTER SPOILERS!!!!!!

Como eu já disse antes a história tem como tema a psicopatia infantil e a sugestão do autor de que a maldade nasce com a gente.
Nos temos a pequena Rhoda, uma linda criança de 8 anos com carinha de anjo, uma educação incrível e muita maturidade. Todos os adultos a adoram. Mas a mãe de Rhoda sempre estranhara o fato da filha sempre ser isolada e nunca brincar com as outras crianças. Um dia em um piquenique na escola de Rhoda, um garotinho morre e é aí que a coisa começa a pegar de verdade.
Passamos o livro inteiro pensando se uma criança de 8 anos realmente é capaz de ser cruel. E eu pelo menos tentei até compreender a frieza de Rhoda conforme fui lendo.
Terminei o livro sentindo medo de criança. Afinal um adulto psicopata, pode demorar mas acabamos descobrindo. Mas uma criança não, ninguém imagina que uma criança possa matar.

13226979_877876602359009_7051390585852843150_n

Teve algo que me incomodou um pouco no livro que é quando o autor sugere que a psicopatia é passada geneticamente e uma pessoa pode já nascer com índole cruel. Não sou experiente da área de psicologia então não posso ter uma certeza, porém atualmente dizem que além da possibilidade genética a psicopatia também pode existir por conta de traumas na infância, pelo ambiente que a pessoa cresceu, a forma pela qual foi educada. Enfim, diversos fatores. Mas entendo que em 1954 provavelmente nem sequer existia o termo “Psicopatia”. E até hoje, em 2016, ninguém dá uma resposta exata a respeito de psicopatia.

13265904_877876589025677_4312253338940820227_n

O livro tem uma pegada de suspense semelhante a Psicose, tanto é que se tornou meu favorito. E espero que a Darkside invista mais em livros no estilo.
A leitura é fácil e os personagens são muito cativantes. Os capítulos são longos mas tão bem escritos que você não se dá conta que leu umas 20 páginas em um só capítulo.
O livro tem 272 páginas então é bem rápido de ler.

Dou nota máxima em tudo. E super indico ele pra todos vocês que gostam do gênero.

Trailer do filme:

Por hoje é só

Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

 

Ps.: Menina Má foi um dos livros mais legais que já li e superou totalmente minhas expectativas. Espero que gostem dele assim como eu gostei.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *