O Retorno da PODEROSA Kesha

Quem me conhece bem sabe que eu me amarro demais em um pop. Inclusive uma das minhas músicas favoritas é Sexyback do Justin Timberlake.
Uma das minhas cantoras favoritas é a Kesha, antes gravado como Ke$ha. Lembro de ter ficado viciada em Tik Tok lá em 2009 se não me engano e lembro de muita gente criticando ela por causa do uso constante de autotune (essa criação do diabo que faz a Britney não ser respeitada mais). E tinha um pequeno grupo de fãs da Kesha que viviam dizendo que ela tinha um baita vozeirão mas que a gravadora queria ela muito comercial então tinham que alterar a voz dela para um tom mais pop e que vendesse mais.

Então, ela tinha aquele tom musical de pura festa. O tipo de cantora “party girl” onde todos os clipes ou quase todos tinha como tema festa, bebedeira e sexo. As letras também eram bem vazias sem nenhum significado grandioso.

Tik Tok (que estourou em todos os lugares e fez Kesha – aquela mera figurante no clipe I Kissed a Girl – ficar famosa)

We R Who We R (olha a festa de novo em lugares aleatórios e tal)

Take If Off (Festa e glitter)

Então Kesha passou por um problema horrível nos últimos anos. Em 2014 processou Dr Luke, que era o produtor dela, alegando ter sofrido abuso físico e sexual por parte dele. Na época ela pedia o rompimento do contrato com a gravadora dele (algo assim, não lembro bem). As condições contratuais impediam que ela trabalhasse com outros produtores ou lançasse músicas novas fora da gravadora. Resumindo ela acabou perdendo o processo em 2016 e sua carreira ficou por um fio. Ainda em 2016 a juíza Kornreich inocentou Dr Luke. Segundo ela: “O estupro não é um crime de ódio motivado pelo sexo”. Ou seja, no geral ela não viu fundamento nenhum para continuar o processo e achou que não existiam provas suficientes para sustentar a denúncia da Kesha.

A internet em peso começou a comentar sobre o assunto e pedindo para liberarem a Kesha do contrato para ela poder lançar suas músicas e continuar normalmente o trabalho. Não sei dizer para vocês o que exatamente aconteceu, não sei se ela conseguiu se livrar daquele produtor traste mas fico feliz em dizer que ela voltou <3

E agora podemos ver a Kesha de verdade não aquela criada pela gravadora toda no estilo festa com letras fúteis e toda sexualizada nos clipes.
Vemos agora uma Kesha poderosa, que a cada letra está nos ensinando a ser mais fortes assim como ela foi.

Esse foi o primeiro clipe dela, já com o nome gravado sem o $.

Tem uma letra forte e o clipe nos ajuda a entender mais ou menos como ela se sentiu com isso tudo.
Reparem no poder da voz dela que tem uma carga emocional bem grande e uma nota aguda maravilhosa <3

Praying

Well, you almost had me fooled
Told me that I was nothing without you
Oh, but after everything you’ve done
I can thank you for how strong I have become

‘Cause you brought the flames and you put me through hell
I had to learn how to fight for myself
And we both know all the truth I could tell
I’ll just say this is I wish you farewell

I hope you’re somewhere praying, praying
I hope your soul is changing, changing
I hope you find your peace
Falling on your knees, praying

I’m proud of who I am
No more monsters, I can breathe again
And you said that I was done
Well, you were wrong and now the best is yet to come

‘Cause I can make it on my own
And I don’t need you, I found a strength I’ve never known
I’ve been thrown out, I’ve been burned
When I’m finished, they won’t even know your name

You brought the flames and you put me through hell
I had to learn how to fight for myself
And we both know all the truth I could tell
I’ll just say this is I wish you farewell

I hope you’re somewhere praying, praying
I hope your soul is changing, changing
I hope you find your peace
Falling on your knees, praying

Oh, sometimes, I pray for you at night
Someday, maybe you’ll see the light
Oh, some say, in life, you’re gonna get what you give
But some things only God can forgive

I hope you’re somewhere praying, praying
I hope your soul is changing, changing
I hope you find your peace
Falling on your knees, praying

Depois de algumas semanas ela lançou Woman que tem um ritmo mais agitado mais parecido com o que ela fazia no passado.

“I’m a motherfucking woman, baby, alright
I don’t need a man to be holding me too tight”

E a música mais recente dela nos leva para a infância da cantora com um clipe que traz uma sensação de conforto muito grande e até pode fazer caiu uma certa água do olho.

Aqui a letra

“Been a prisoner of the past
Had a bitterness when I looked back
Was telling everyone it’s not that bad
’Til all my shit hit the fan”

“I know I’m always like
Telling everybody you don’t gotta be a victim
Life ain’t always fair, but hell is living in resentment
Choose redemption
Your happy ending’s up to you”

“I think it’s time to practice what I preach
Exorcise the demons inside me
Whoa, gotta learn to let it go
The past can’t haunt me if I don’t let it
Live and learn and never forget it
Whoa, gotta learn to let it go”

“Had a boogieman under my bed
Putting crazy thoughts inside my head
Always whispering, “It’s all your fault.”
He was telling me, “No, you’re not that strong.”

“I know I’m always like
Telling everybody you don’t have to be a victim
Life ain’t always fair, but hell is living in resentment
Choose redemption
Your happy ending’s up to you”

“So, I think it’s time to practice what I preach
Exorcise the demons inside me
Whoa, gotta learn to let it go
The past can’t haunt me if I don’t let it
Live and learn and never forget it
Whoa, gotta learn to let it go”

“I’m done reliving my bad decisions
I see now maybe there’s a reason
Why, I, I, I, I, I, I been through hell and back
Yeah, honestly, it’s what made me who I am
Holding on to wasted time
Gotta learn to let go in life”

Agora faltam poucos dias para esse álbum da nova era de Kesha. E posso dizer que vem coisa boa.

Espero que gostem

Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *