Garota Exemplar – Livro – Opinião 1

Comecei a ler ontem Garota Exemplar. Tirando algumas coisas na escrita, o hábito terrível de alguns escritores de colocarem palavrões nas histórias, estou achando tudo bem cativante.
Cada trecho que leio fico comparando com o filme. E é bizarro você ler algo e pensar: “Ei! Isso não tava no filme!” “Ei! No filme fizeram diferente!” “Ei! Isso não tem na história original!”.
Também fico comparando o modo que tal personagem apareceu no filme e como ele é no livro. Com exceção de Nick Dunne. Esse é idiota no filme e no livro. Aliás um personagem que se existisse seria um sonífero humano. Um cara muito chato e monótono.
Já a Amy (pelo menos até a página 70) para mim está sendo disparado a melhor personagem. Até então só aparece nos trechos do diário dela, e mesmo assim acrescenta mais na história que os personagens de ‘ação’.
O mais incrível é que quando você lê um livro depois de ver o filme você imagina os atores falando tal fala ou fazendo tal coisa.
Tive essa sensação quando li Código da Vinci em 2007 (ou seria 2008?). Nesse caso eu li até metade do livro e não aguentei mais esperar pra ver o filme. Não consigo mais imaginar o Robert Langdon não sendo o Tom Hanks.
Assim como não consigo imaginar Nick Dunne sem a cara de pamonha com sono do Ben Affleck.
Outra sensação que eu tive com livro é o fato de parecer rápido demais.
Uma hora o Nick tá falando com a irmã sobre salsichas por exemplo, e duas linhas depois ele tá conversando com o vizinho. Como se a escritora estivesse com muita pressa de escrever o início e já pular para as tretas sem pensar nos detalhes.
Agora uma crítica: a tradução do exemplar que eu estou lendo é horrenda. Parece mal feito. Achei até erros ortográficos e ainda não estou na página 100!
Quem já leu o livro me diz o que achou da tradução desse exemplar:

gone-girl

Outro livro que a tradução me incomodou bastante a ponto de eu não conseguir terminar o livro foi Harry Potter e a Pedra Filosofal. Aliás por causa da tradução acho a querida J.K Rowling infantil demais. O livro parecia ter sido escrito por uma criança de 13 anos.

Voltando a Gone Girl, acho interessante comentar que o filme foi muito bem feito, afinal poderia ter sido um serviço bem porco só para adaptar a história.
Sobre o livro: é interessante, com alguns personagens incrivelmente chatos e até desnecessários, com alguns detalhes desnecessários também, mas que está valendo a pena devido a grandiosidade da história no geral.
Costumo ignorar completamente os detalhes se a história geral é boa.
Recomendo para todos aqueles que ficaram curiosos sobre a história e que além do filme também querem ler o livro mas estão temerosos.
E recomendo também para aqueles que gostam de umas boas tretas.

Por hoje é só

Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

2 opiniões sobre “Garota Exemplar – Livro – Opinião 1

  1. O pessoal me falou super bem desse filme e estou querendo assistir, e também ler o livro! Parecem muito bons. Ler o livro após ver o filme realmente é confuso. A única vez que fiz isso foi com Comer, Rezar e Amar, que eu odiei o filme e decidi ler o livro depois de mais de 1 ano e AMEI! 😀

    Pessoas veganas sofrem muito preconceito, principalmente no começo, mas depois as pessoas percebem que isso é realmente chato e diminuem, mas nunca pára de verdade. Até hoje ainda me oferecem hamburguer e churraso (na brincadeira, só que não é nada engraçado…).

    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *