Resenha – Inferno de Dan Brown

Resenha – Inferno de Dan Brown

11 de novembro de 2015 2015 Resenhas 1

20151111_214921

Tudo mundo tem um pé atrás quando se fala em Dan Brown. Alguns dizem que ele escreve a mesma história apenas mudando personagens e lugares (tipo a lenda do AC/DC fazer a mesma música a anos sabe?). Eu reconheço que não tem tanta diferença em Código da Vinci para Anjos e Demônios, mas eu acho o personagem Robert Langdon tão fascinante que ignoro esses ‘erros’ do autor.

O primeiro livro que li desse autor foi O Código da Vinci, mais ou menos na mesma época que o filme foi lançado. O livro era do meu pai e estava no armário juntando poeira então decidi ler. E confesso que gostei demais, era o primeiro livro, fora do estilo ‘literatura obrigatória de escola’ que eu lia.
Mas acabei vendo o filme antes de terminar o livro.
Então veio Anjos & Demônios, que comprei quando já estava em Quaraí, em 2012/2013 se não me engano. E achei esse muito superior a Código da Vinci, porém o filme…ai o filme. Melhor deixar quieto.
Em seguida veio O Símbolo Perdido (que dos que tem Robert Langdon é o pior) com uma história massante, mas vocês terão mais detalhes na resenha que eu fiz e publicarei aqui no blog.
E então Inferno!

Pra vocês terem ideia, me apaixonei tanto pelo tema abordado em Inferno que comprei Divina Comédia, que é um livro muito mencionado em Inferno. Claro que ele não é tão diferente dos seus antecessores, mas de uma maneira estranha achei esse o melhor livro que já li do Dan Brown (Só pra informar que ainda não li Fortaleza Digital e nem Ponto de Impacto). E é sobre esse livro que irei falar nesse post.

A resenha dele é antiga. Escrevi em julho de 2013.

20151111_214859

Para quem não conhece nada da obra de Dan vou dar uma resumida: Imagina uma cidade italiana ou francesa + alguma obra de alguém famoso no período renascentista nas artes podendo ser um pintor, escultor, escritor e afins + um protagonista no estilo “herói quase por acidente” + sociedades secretas e seus segredos = Algum romance do Dan Brown.

POSSÍVEIS SPOILERS

Inferno, o 4º livro da saga com Robert Langdon, é mais um livro padrão Dan Brown. Calma lá, vou explicar!
Na história Robert Langdon agora em um hospital sem lembrar dos últimos acontecimentos de sua vida (ultimas 72 horas digamos). Conhece Siena Brooks, que é a médica que está nesse hospital cuidando de Langdon. E vai logo explicando que ele levou um tiro na cabeça, que alguém provavelmente estava tentando matá-lo e etc. Paralelo a isso, vimos Vayentha, que aparentemente é uma assassina profissional contratada pelo Consórcio. História vai história vem, descobrimos que dentro do paletó tweed do Langdon tinha uma réplica alterada do Mapa do Inferno (desenho feito por Boticelli sobre Inferno de Dante Alighieri). Depois disso vemos um Langdon correndo contra o tempo (pois como um bom suspense o personagem principal tem que resolver um grande problema, quiçá uma catástrofe em pouquíssimo tempo) e sem seu relógio Mickey, seguindo todas as pistas deixadas pelo “causador do transtorno” até um desfecho digamos..inesperado.
O livro é repleto de referências a Divina Comédia do Dante Alighieri, algumas obras de arte (clichê maravilhoso que o Brown adora colocar nos livros), e umas “mini aulas” sobre história da arte.
Na minha opinião, esse livro é o MELHOR que o Dan Brown fez. Pois comparado aos outros livros, li esse em 5 dias. Porque querendo ou não Inferno te prende a atenção até você descobri realmente qual é a real da história toda.

Voltando para o presente

Acho que gostei mais desse livro justamente por não ter coisas como maçonaria ou Maria Madalena por exemplo. Mas vai do gosto de cada um!

Ps.: acho a capa desse livro linda demais!

Por hoje é só!

Um beijo no Queixo
Annie Bitencourt

 

Um comentário

  1. Juliana disse:

    Eu sei que vou gostar desse livro, amei a resenha e me fez lembrar que preciso ler os livros do Dante! Eu já tentei ler O Código da Vinci, mas parei na metade porque achei muita enrolação, quero muito pegar ele de novo com mais calma e menos ansiedade, rs.

    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *