Resenha: Melodia do Mal de John Ajvide Lindqvist

1

melodia1-e1412801261870

Devo começar dizendo que nunca havia lido nada de Lindqvist antes. Nem mesmo tinha escutado falar em seu nome. Apenas depois que comecei a ler Melodia do Mal que descobri que ele também escrevera Deixa Ela Entrar.

Melodia do Mal é um livro de terror de 488 páginas. No começo somos apresentados a Lennart (um músico frustrado) que encontra um bebê dentro de um saco plástico quase morrendo. Resolve adotar essa criança.
Passa a treiná-la dia e noite com músicas pois percebera que a criança tinha um dom enorme para cantar. E com medo de que outras pessoas viessem levá-la embora passou a deixá-la trancada em um porão. Alimentando-a com papinha de bebê (que depois que a menina cresce continua sendo a única coisa que ela gosta de comer) e incentivando-a a cantar cada vez mais.

O livro começa lento, que embora fique chato as vezes por causa de tanto detalhe isso acaba sendo importante para conhecermos mais sobre os personagens. E até mesmo em reparar suas mudanças no decorrer do livro. É uma leitura fácil, não tem palavras difíceis. Exceto algumas frases em inglês mas com a tradução no final do livro. Uma edição competente. Não encontrei nenhum erro de edição. Achei o trabalho de capa lindo, mas que não capta nada da grandiosidade da obra. Não conhecia a editora que foi responsável pelo livro no Brasil. Então pouco tenho a falar sobre ela. Em resumo digo que o livro é muito bom. Tem uma história muito boa, bem escrita. Minha única reclamação é o final em si. Achei um pouco vago com margem pra continuações.
Recomendo para todos os fãs de terror.