Nunca Diga Seu Nome (Vai Uma Pipoquinha Aí?)

Nunca Diga Seu Nome (Vai Uma Pipoquinha Aí?)

6 de agosto de 2017 2017 Vai Uma Pipoquinha Aí? 0

O filme escolhido essa semana foi Nunca Diga Seu Nome (The Bye Bye Man)

Informações sobre o filme

Direção: Stacy Title
Elenco: Douglas Smith, Lucien Laviscount, Doug Jones, Michael Trucco, Leigh Whannel
Roteiro: Jonathan Penner
Gênero(s): Terror, Suspense
Sinopse: Três estudantes universitários decidem sair para acampar no tranquilo estado do Wisconsin, nos Estados Unidos. Mas os planos de terem alguns dias e diversão e descanso são interrompidos quando suas vidas se cruzam com o temido “The Bye Bye Man”, uma criatura mística e sobrenatural que acaba perseguindo-os. Agora eles vão ter que lutar para sobreviver, contra este que é a raiz de todos os atos maus do homem¹.

 

*****

O filme aparentemente foi baseado em fatos reais. Pegaram como base o livro The Bridge to Body Island escrito por Robert Schneck (ele é conhecido por escrever coisas relacionadas ao paranormal e fenômenos sobrenaturais). No site Terrorama encontrei algumas informações a respeito da suposta real história por trás do filme. Mas não vou revelar aqui por causa de spoilers, quem estiver curioso é clicar em cima do nome do site que já vai ir certinho pro link da história.
Eu tenho uma certa fascinação por filmes que tenham cores bacanas no cenário ou então posição de certos objetos. Tipo nessa cena aqui da foto

Uma criança com uma roupa com um rosa bem forte que se destaca do resto das cores que são mais apagadas e sombrias. E percebam que ela está entre as duas janelas com cortinas amarelas? Também achei super interessante o teto do quarto que tem esse formato diferente e não é reto como poderia ser normalmente. O piso de madeira com aparência velha e o papel de parede que me faz associar a casas antigas.

Risco de Spoiler

A história do filme de alguma maneira me lembrou a do filme Babadook.

Também nesse clima de “se você acreditar então existe” ou “se falar x vezes o nome y o monstro aparece”. O ruim é que Babadook (um dia aparece aqui no pipoquinha também), não pelo fato de ter vindo primeiro, soube explorar de uma maneira muito interessante essa coisa do monstro existir ou não existir dependendo do quanto você acredita nele. E também criou uma história por trás que fez de fato o filme ficar muito bom e funcionar.
The Bye Bye Man não é um filme ruim. Mas devo avisar com antecedência que é um filme de baixo orçamento. Com atores medianos e uma direção bem ok. Dou os créditos para o monstro do filme, que embora não seja algo que te faça ficar noites sem dormir é uma figura de certa forma misteriosa e que passa uma coisa estranha quando aparece na tela.

 

 

Achei que faltou o filme explorar mais a origem do Bye Bye Man. Não sei dizer se o filme tem alguma chance de continuação. É bacana de se assistir com expectivas baixar e depois dar uma pesquisada a respeito da lenda no qual o filme se baseou.

 

Tá disponível na Netflix e também no Google Play Filmes .

 

Trailer

 

Uma boa pipoca para todos vocês!

Até a próxima semana!
Annie Bitencourt

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *