Jogo Perigoso (Vai Uma Pipoquinha Aí?)

Jogo Perigoso (Vai Uma Pipoquinha Aí?)

31 de outubro de 2017 2017 Mês do Terror Vai Uma Pipoquinha Aí? 0

O filme da semana é Jogo Perigoso (Gerald’s Game)

 

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS

Elenco: Bruce Greenwood, Carel Struychen e Carla Gugino.
Direção: Mika Flanagan (Hush – A Morte Ouve)
Lançamento: 2017
Disponível na Netflix

Sinopse: Um casal viaja pra uma casa de campo para aproveitar um momento romântico que envolve jogos adultos. Depois de ser algemada na cama, Jessie participa dos jogos do marido Gerald, até que a situação tem uma mudança trágica. Ela é deixada amarrada e sozinha com suas memórias dolorosas de infância, um cachorro de rua faminto e, possivelmente, alguém que a observa do canto escuro do quarto.

 

É BOM?

Antes de tudo devo dizer que o filme é uma adaptação de um livro do Stephen King (que deve ter faturado um monte esse ano) que eu nunca li então não vou fazer comparações nem nada do tipo.
Dias atrás tinha visto um crítico de cinema que acompanho falar a respeito desse filme e tinha ficado interessada por praticamente não saber nada do filme. O que eu sabia era o básico da sinopse.
Ontem decidi ver o filme depois de enrolar bastante pois achava que era algo completamente erótico (assunto que eu não gosto nem um pouco) e o que aconteceu é que eu fiquei completamente chocada, no bom sentido.
O filme tem umas revelações nada previsíveis (pelo menos não pra mim) e uma das cenas mais bonitas do filme é também a cena mais pesada.

O filme também aborda assuntos importantes de uma maneira bem inteligente. Mesclando o terror físico, no sentido da dor e também o terror psicológico com traumas de infância. Com uso de alucinações em algumas cenas e também flashbacks.
Cada detalhe inicial do filme é importante para o resto da história e de explicações futuras. Confesso que passei o filme inteiro boquiaberta.
Quem é um pouco mais sensível com cenas de violência e sangue provavelmente não vai curtir muito o filme. Afinal ele parece existir para deixar o espectador, no melhor sentido, horrorizado.
Eu não curti muito o final. Acredito que acabaram se estendendo demais sem necessidade. Aquela coisa de jogarem informações que você não quer ou não precisa saber.

Acreditem em mim quando eu falo que o filme é terror. Jogo Perigoso usa elementos que causam muito desconforto. Assunto delicados que também podem ser muito desagradáveis. O filme cumpre o que promete. Que surpreende na medida certa. E no meu caso até fez eu querer ler o livro.

TRAILER

 

Com Jogo Perigoso encerro o Mês do Terror. Espero que tenham gostado dos posts especiais. Agora para o mês de novembro o pipoquinha será todo voltado para filmes do Leonardo DiCaprio. E em breve terá o Pipoquinha Animado com filmes de animação (não necessariamente infantis).

Deixe nos comentários suas opiniões e sugestões. Me siga nas redes sociais para ficar sempre por dentro das novidades aqui no blog. E não deixe de compartilhar aquele post que mais gostou. 😉

 

Por hoje é só
Um beijo no queixo
Annie Bitencourt

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *